.




Foto: Divulgação
                                                          

Criança que mandou prender o pai por pedofilia mentiu e estava gravida do namorado

Por Lagoa Show,
Sabado, 10 de setembro de 2016   Atualização: 04:38

Uma menina hoje com 14 anos de idade que acusou o próprio pai de pedofilia no Rio Grande do Sul e afirmou ter engravidado dele, na realidade, estava grávida de um amigo dela que era seu namorado afirmou o promotor Theodoro Alexandre da Silva Silveira. Embora o pai da garota sempre tivesse negado os crimes apontados pela filha, o pai dela foi preso e condenado a 27 anos de cadeia por pedofilia.

Advogados do homem, no entanto, solicitaram exames de DNA no feto, foi quando a menina, hoje com 14 anos, resolveu contar ao promotor de justiça que havia inventado a historia e que, na realidade, estava grávida de um amigo que era seu namorado e também menor de idade. Exames de DNA, confirmaram que o filho que a garota tinha não era do pai dela.

O promotor de Justiça do Rio Grande do Sul, Theodoro Alexandre da Silva Silveira, afirmou em audiência que vai "ferrar" a adolescente. De acordo com o promotor, a menina engravidou aos 13 anos e “apresentou relatos coerentes, sempre apontando o pai como o autor fato”, segundo a Justiça. Em juízo, “já decorrido mais de ano, a vítima alterou a versão dos fatos, afirmando que não queria que seu pai fosse preso” e que havia inventado a historia da pedofilia.

De acordo com o promotor, a jovem “afirmou ter engravidado de um namorado de colégio, mas não quis fornecer o nome dele, alegou ter acusado o pai de pedofilia porque tinha muito medo que ele descobrisse a gravidez com o amigo dela”.

Em audiência, após a jovem mudar a versão, o promotor fez duras criticas a menina. “Tu pode pra abrir as pernas e dá o rabo pra um cara tu tem maturidade, tu é autossuficiente, e pra assumir uma criança tu não tem? Sabe que tu é uma pessoa de muita sorte A., porque tu é menor de 18, se tu fosse maior de 18 eu ia pedir a tua preventiva agora, pra tu ir lá na FASE, pra te estuprarem lá e fazer tudo o que fazem com um menor de idade lá”, disse o promotor.

“Porque tu é criminosa…Péssima educação teus pais deram pra ti. Péssima educação. Tu não aprendeu nada nessa vida, nada mesmo. Vai ser feito exame de DNA no feto. O promotor perguntou o nome do pai da bebê e a menor de idade disse que “isso não vinha ao caso”. O promotor respondeu: “Como não vem ao caso A.? Tu fez a gente matar uma pessoa e agora diz que não vem ao caso, quem tu pensa que tu é… quem é esse cara?” “Tu não tem querer, tu fez a gente matar uma pessoa.

“Tu vai responder em outro processo. Eu vou me esforçar o máximo pra te por na cadeia A.”, retrucou Silveira. “Agora assim ó, vou me esforçar pra te ‘ferrá’, pode ter certeza disso, eu não sou teu amigo”, completou. A menina, hoje com 14 anos de idade, vai responder por ato infracional de denunciação caluniosa.


Compartilhar no Facebook
......
.

. .
. .
. .

.
.
.



Recomendado




.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.





.






.






.






.








.



.

Sobre

Termos de Uso

Mobile

Ajuda

Privacidade e Cookies

Direitos Autorais

Contate-nos

Anuncie seu negócio

.

.
.